Filmes, Documentários e Entrevistas

 

RTP Arquivo

Presidência Aberta do Ambiente

09-02-2023

Mértola e Ria Formosa, 4º dia da presidência aberta de Mário Soares

Entrevista a Cláudio Torres

01-06-2002

Jornalista Ana Sousa Dias entrevista Cláudio Torres, arqueólogo, estudioso do mundo islâmico e formado em História de Arte

A Idade Média Portuguesa: Escassez, Reconquista, Inovação

02-12-1996

Segundo episódio desta série documental que traça o quadro evolutivo da indústria portuguesa, relevando as atividades empresariais e os acontecimentos de maior significado histórico, bem como as técnicas, as teorias económicas, e os pensamentos sociais que lhe estão associados e que determinam a sua evolução

Al-Mu´tamid: O Destino de um Príncipe – Parte I

26-06-1996

Primeira parte do documentário sobre a vida e a obra do Rei de Sevilha Al´Mutamid, poeta do "Al Andaluz", e do seu papel na promoção da cultura e das artes, numa época de confrontos militares entre cristãos e islâmicos

Beja de Asas Cortadas

13-06-1994

Documentário sobre a cidade de Beja

Atribuição Prémio Pessoa 1991

18-02-1992

Mértola, atribuição do Prémio Pessoa 1991 ao arqueólogo Cláudio Torres.

Arqueologia em Mértola

12-01-1992

Mértola, investigação arqueológica do arqueólogo Cláudio Torres.

Cavaco Silva visita Beja

07-12-1991

Cavaco Silva, Primeiro Ministro, visita distrito de Beja

Prémio Pessoa 1991

06-12-1991

Sintra, Prémio Pessoa 1991 atribuído a Cláudio Tores, pela obra de investigação e promoção cultural em Mértola e no Baixo Alentejo.

Beja

10-05-1989

Programa sobre o património, as gentes e a cultura de Beja.

Impérios do Sul

08-08-1988

Programa sobre os vestígios da civilização romana no Alentejo, ilustrado com as ruínas romanas e os achados arqueológicos em Mértola e Beja.

Do Pulo do Lobo ao Rio Mira

13-10-1985

Programa sobre património que pretende estabelecer um guia de Portugal e nos conduz, com Lagoa Henriques, pelo Baixo Alentejo, fazendo uma viagem do Pulo do Lobo ao Rio Lima através de Mértola, Almodôvar, Ourique e Castro Verde, mostrando o património cultural, arquitetónico, a história e o artesanato da região.

Lugar ao Sul

01-09-1982

Programa apresentado por Rafael Correia, em Mértola.

Património o que é?

02-08-1980

Sexto episódio do programa dedicado à arqueologia, arqueologia submarina e subaquática, alargamento do leque da arqueologia tradicional, com entrevista ao Vereador da Câmara de Cascais, Fernando Tavares Carvalho, e ao Director do Museu do Mar, Francisco Hainer.

RTP Play

Destaque Tarde Antena 1

09-01-2020
Audio file

O arqueólogo Cláudio Torres vai receber, no próximo sábado, em Mértola, a Medalha de Mérito Cultural.

Cláudio Torres - Arqueologia de uma Vida (Episódio 3)

28-11-2019

Portugal, 1984. Livre de constrangimentos académicos, Cláudio Torres segue viagem para Mértola, enquanto planeia o derradeiro projeto político: promover o desenvolvimento através da valorização da cultura e do património da vila alentejana. Esta visão integradora é construída ao longo da deambulação de Cláudio pelos países de exílio. De Marrocos, guardou um conhecimento do mundo islâmico, que viria a marcar a sua carreira e a tese disruptiva que defende sobre a dominação árabe da Península Ibérica. 
Na Roménia, onde durante uma década fez rádio em português para os exilados e estudou História de Arte, alimentou o sonho de um "socialismo de rosto humano", que viu ser esmagado pelos tanques do Pacto de Varsóvia. Mas apesar da invasão da Checoslováquia ter ditado a rutura com o Partido Comunista, nem por isso determinou a perda de fé nos ideais revolucionários, que se tornaram mais fortes com o regresso a Portugal e a participação ativa no PREC. 

Quando Cláudio chega a Mértola cumpre-se, por inteiro. E ao fazê-lo ajuda a cumprir também o território a que dedicou quatro décadas da sua vida, a que chama casa e a que o seu nome ficará ligado para sempre.

Cláudio Torres - Arqueologia de uma Vida (Episódio 2)

21-11-2019

Portugal, 1984. Mais do que uma mera viagem para Mértola, a jornada só de ida de Cláudio Torres reflete a capacidade que este adquiriu de largar tudo, sem olhar para trás. E de abraçar o que encontra pela frente, dedicando-se por inteiro a cada novo desafio. Foi assim que, depois de sofrer a tortura, o isolamento e as agruras da prisão, Cláudio recusou combater na Guerra Colonial e tomou o caminho do exílio. Para isso, viveu uma incrível aventura, ao lançar-se ao mar num barquinho rumo a Marrocos, na companhia da mulher grávida e de outros companheiros, alguns dos quais refratários como ele. Sobreviveram a correntes contrárias, a tempestades homéricas e até à implacável perseguição da polícia marítima franquista, que tentou afundar o barco, e entraram sem pedir licença pelo porto de Rabat a dentro. Sem um tostão no bolso, o grupo experimentou a fome e a pobreza, mas rapidamente contou com a solidariedade dos que, tal como eles, lutavam contra a opressão e o colonialismo. 

Neste ambiente, a capacidade de liderança e o dinamismo de Cláudio evidenciaram-se e este depressa se viu envolvido em acontecimentos históricos, como a "Operação Vagô" e o Assalto ao Quartel de Beja, tendo privado com figuras como Humberto Delgado e Amílcar Cabral, entre outros destacados antifascistas.

Cláudio Torres - Arqueologia de uma Vida (Episódio 1)

14-11-2019

Portugal, 1984. Numa estrada do sul do país, Cláudio Torres e Serrão MarMns, presidente da Câmara de Mértola, fazem os primeiros quilómetros de uma viagem que haveria de mudar para sempre a vida e o futuro da remota vila alentejana. Mas a verdade é que esta jornada extraordinária começa muitos anos antes, quando um jovem estudante, neto de um monárquico e filho de um comunista, interioriza os valores e os princípios de conduta que haveriam de moldar o seu futuro. A partir daí, a sua vida será marcada por uma verticalidade intransigente, um apreço sem preço pela verdade e uma vontade indómita de viver segundo os ideais que perfilha. 

São eles que o levam à militância clandestina na célula de Aveiro do Partido Comunista, às atividades subversivas nas ruas e na Faculdade de Belas Artes do Porto, à prisão, à tortura, à resistência sem quebras. 
Ao seu lado, encontramos Manuela Barros Ferreira, narradora desta história e testemunha privilegiada da luta sem quartel que o marido travou contra um regime retrógrado, repressivo e autoritário. 

Memórias do Exílio

15-09-2017
Audio file

Primeiro programa da série "Memórias do Exílio", com o arqueólogo Cláudio Torres. Memórias do Exílio: Durante quase meio século, milhares de portugueses foram forçados a sair do país por motivos políticos. Professores, estudantes, artistas, militantes e quadros partidários, desertores e refractários partiram para o exílio em condições muito duras. Viram as suas vidas interrompidas, saíram sem saber quando ou sequer se poderiam voltar a Portugal. Viveram muitas solidões, ficaram anos e anos sem ver a família, sempre à espera do dia em que pudessem regressar e atravessar a fronteira em liberdade.

Prova Oral

26-01-2012
Audio file

(Hugo Sousa, Bruno Mota, Cláudio Torres): Prova Oral, o programa mais interactivo da rádio Todos os dias temas diferentes, muita animação e interactividade com Fernando Alvim.

Youtube

O Meu Bairro - Episódio 4 Mértola - Arqueólogo Claudio Torres

Esta nova viagem de conhecimento da apresentadora Ana Sousa Dias é mais particular pelo facto do "bairro" de Cláudio Torres ser toda a Mértola! O arqueólogo beirão, chegou a Mértola em 1976, depois do exílio em Paris pelo que nos guia na imensidão alentejana que contempla o Campo Arqueológico, onde Cláudio Torres iniciou há 30 anos a primeira escavação arqueológica sistemática, e segue a bom paso para a Oficina de Tecelagem, as Galerias Emporium Metal, a Sede da Associação de Defesa do Património Natural e Cultural, a Quintinha da APDN, o Museu Islâmico e o Além-Rio com a fabulosa vista sobre a cidade

Museu de Mértola

O Museu é composto por vários núcleos dispersos geograficamente, na sua maioria localizados no Centro Histórico de Mértola. Tem sido a sua função estudar, inventariar, tratar, conservar e divulgar todo o espólio que, ao longo dos últimos 30 anos, foi sendo descoberto nas inúmeras intervenções patrimoniais e arqueológicas. Em finais dos anos setenta do século passado foi iniciado o projeto que hoje é conhecido como Mértola Vila Museu, os seus objetivos eram: o envolvimento da população, numa tentativa de consolidar a sua identidade e contribuir para o desenvolvimento local. A grande opção de fundo do projeto integrado foi a aposta na divulgação local que passa necessariamente pela musealização. Este projeto realizado por Cláudio Torres e Santiago Macias começou com um estudo arqueológico da vila, realizando várias escavações, das quais resultaria grande parte do espólio a estar presente no museu.

"Coimbra - A Primeira Fronteira do Mediterrâneo", por Cláudio Torres

Congresso Internacional "Coimbra, Cidade Aberta", Auditório da Reitoria da Universidade de Coimbra. Congresso integrado nas comemorações dos 950 anos do tempo de D. Sesnando.

Claúdio Torres - O rio Guadiana e as ocupações humanas

Colóquio "Falas do Mar e do Rio" Centro de Estudos Islâmicos Mértola, 4, 5 e 6 de Maio de 2012. Organização: Instituto de Estudos de Literatura Tradicional (FCSH-UNL), Campo Arqueológico de Mértola e Associação de Defesa do Património de Mértola.